domingo

Tempo de Amar


Tu sabes bem
que areia sem mar
apenas é deserto,
e o longe que fazemos um do outro
rasga o sentido ao belo,
mordendo-nos o ser
que se quer perto.


Tu sabes, como eu também,
que são precisos muitos anos de incerteza,
e muito entardecer de solidão,
para aprender a amar alguém.


Tu sabes que tempo de amar
não é para medir;
é tempo para sentir,
para além do tempo.


Sei lá que tempo é verdadeiro,
se o que rola fácil,
acumulando os dias.
Se o que faz em ti meu paradeiro
quando penso ouvir dizer
que para sempre me querias...

In, "POEMAS DE AMAR E PENSAR UM POUCO" de Luís Rosa

1 comentário:

Kantu disse...

Porque areia sem mar é deserto diz tudo e o poema precisava apenas desta frase para fazer sentido... gostei da escolha =)